top of page
  • Foto do escritorMultiLab fjn

Participação no III Congresso Internacional de Humanidades Digitais



De 16 a 20 de abril de 2023 a equipe do multiHlab marcou presença no III Congresso Internacional de Humanidades Digitais (HDRio 2023). Circulando entre as diversas atividades propostas pelo evento, incluindo coordenação de eixo, apresentações de trabalho, realização de intervenção artística e lançamento de livro, nossa equipe compartilhou experiências e práticas pedagógicas vivenciadas no laboratório. O Congresso é uma realização da Associação Brasileira de Humanidades Digitais e nessa edição foi sediado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).


Com o tema “Gambiarras Digitais – Arte, Ciência e Política no Mundo Conectado”, o HDRio 2023 propôs outros significados para a ideia de gambiarras. Como publicado no site do evento: “gambiarras não dizem respeito apenas à improvisação de materiais. Elas podem se mostrar como formas imateriais de recombinação, a saber, como “gambiarras digitais”. Para a área estrita de teoria da informação, o termo parece indicar um mal uso das tecnologias, seja por ignorância ou por incompetência. Contudo, para as Humanidades Digitais a ideia de “gambiarras digitais” pode indicar também uma forma mais democrática de acesso e compartilhamento das tecnologias de informação, tornando-as mais abertas para o crivo crítico e mais passíveis de reconstrução pelo coletivo social”.


A gente se identificou com essa temática, pensando na ligação com a metodologia utilizada no multiHlab. A ideia de que as Gambiarras Digitais promovem a recombinação de sentidos de produtos materiais e imateriais, tornando o cenário das Tecnologias Digitais um ambiente mais democrático em que as Humanidades e as práticas pedagógicas são, de fato, uma possibilidade.


Em coletivo, com muitas mãos juntas, a cena da criatividade e das ideias colocaram em movimento os diversos espaços e contextos socioculturais, promovendo no Congresso um diálogo entre os relacionamentos da tecnologia e da conectividade com a política, a arte, a educação, o pensamento crítico, a ciência e outras fontes de saberes.


No primeiro dia, a coordenadora do multiHlab, Viviane Toraci, mediou o eixo Humanidades Digitais e Educação junto à Jéssika Miranda, mestra em Sociologia e ex-bolsista do multiHlab. Na modalidade híbrida, as coordenadoras do eixo realizaram suas participações de forma presencial e remota.


Um dos objetivos do eixo foi discutir acerca das múltiplas maneiras de compreender as Humanidades Digitais inseridas no âmbito educacional. Os trabalhos apresentados debateram sobre o pensamento crítico nas práticas pedagógicas, inclusão digital, tecnologia na educação infantil, Humanidades Digitais entre os estudantes de história, educação e mídias audiovisuais digitais, mapeamento de iniciativas virtuais de atividades realizadas por museus do Rio de Janeiro durante a pandemia.


Ao longo da realização do eixo, a bolsista do multiHlab, Mariana Gomes, apresentou o trabalho Sociolab Fundaj: Humanidades Digitais em práticas pedagógicas de pesquisa no Ensino Médio compartilhando as experiências da 5° edição do PIBIC Ensino Médio realizado na escola EREM Professor Cândido Duarte em parceria com o Laboratório de Sociologia. Discutindo sobre a escola que temos e a escola que queremos, o trabalho é fruto das reflexões transpostas em artigo pelas autoras Marcela de Aquino, Rosilene Silva e Mariana Gomes.


A egressa do ProfSocio/multiHlab, Rosilene Silva, também participou do eixo apresentando o artigo Protótipo Lorotas Urbanas: narrativas espaciais e storytelling no Google Earth. O trabalho é inspirado no livro Almanaque Pernambucano e reconta histórias do imaginário cultural Pernambucano utilizando ferramentas como Google Earth, produções audiovisuais e vídeos em 360°. O produto é a realização de um projeto testado e realizado pelo laboratório, em que o protótipo expandiu os muros do multiHlab e foi aplicado em atividades de divulgação científica do PIBIC-EM e em oficina de produção audiovisual em 360° em escola pública.


Ao longo da manhã da terça-feira (18/04), Viviane Toraci abriu a Plenária 2: Educação, Artes e Inclusão Digital, promovendo uma conversa sobre perspectivas para a construção de projetos educacionais com base nas realizações que vem sendo desenvolvidas pelo Laboratório Multiusuários em Humanidades.


Viviane narrou como a história dos 5 anos do multiHlab está ligada à sua participação nos três congressos internacionais de Humanidades Digitais, num movimento contínuo de novos aprendizados. Por esse motivo, a mesa contou com a participação especial do Cubo Mágico. O objeto materializa no novo site do multiHlab nossa metodologia de trabalho, trazendo a ideia de que ao colocarmos em movimento o que temos em mãos, podemos gerar várias recombinações. Humanidades Digitais, Multiletramentos (científico, digital e pedagógico) e o desenvolvimento do Pensamento Crítico são partes que compõem os nossos desafios por uma educação crítica e humanista.


Explorando novas fronteiras na intersecção entre arte e tecnologia, o terceiro dia (19 de abril) de participação do multiHlab no evento trouxe a Intervenção Artística “O sinal está entre nós” como proposta de experiência imersiva para conhecer nossa exposição virtual. Reunindo representações visuais de termos popularizados pelo uso das tecnologias digitais, convidamos os participantes do evento para ocuparem o circuito impresso, manuseando tablets que continham a exposição virtual com trilha sonora.



A experiência rendeu uma possibilidade de diálogo entre a equipe do multiHlab e aqueles que visitaram a exposição. Feedbacks e comentários sobre quais sentimentos e impressões foram revisitadas ao interagir com a intervenção foram gravados em formato de depoimentos e compartilhados nas nossas redes sociais.


Nossa última participação no HDRio 2023 foi marcada pela divulgação do e-book "Competências e Habilidades para uma Educação 3.0", durante a sessão de lançamento de livros. Com a autoria de Marie Jane Soares Carvalho e de Viviane Toraci, o livro reúne diversos estudos e documentos que tratam sobre o desafio de educar para o desenvolvimento do pensamento crítico com base nos multiletramentos exigidos pelo atual ambiente comunicacional. Ainda, inclui propostas de atividades didáticas com uso das Tecnologias Digitais para inspirar processos colaborativos de ensino-aprendizagem. O e-book está disponível para download gratuito. Nossa passagem pelo III Congresso de Humanidades Digitais deixou uma série de boas memórias, trocas de conhecimento, partilha de ideias futuras e boas energias para os nossos próximos movimentos. Recombinando criatividade, arte, informação, política, tecnologia e educação podemos alimentar práticas pedagógicas recheadas de gambiarras digitais.


26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page