top of page
  • Foto do escritorMultiLab fjn

Sociolab Fundaj 2023/2024 - Zero a Z

As diferenças entre as gerações X e Z no uso das Tecnologias Digitais é o tema da sétima edição do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio da Fundação Joaquim Nabuco.


A geração Z - jovens nascidos entre 1990 e 2010 - conheceram desde cedo computadores, celulares e acesso a internet. Mas seus pais, professores e orientadores do PIBIC-EM , na maioria integrantes da geração X, tiveram outra relação com essas tecnologias, pois para eles houve "um antes e um depois" da internet. O tema instigou a curiosidade da equipe, que resolveu pesquisar como essas duas gerações usam e se relacionam com as Tecnologias Digitais.


Nesta edição, a coordenadora do multiHlab - Viviane Toraci, atua também como coordenadora da equipe PIBIC-EM.


O tema foi trazido pelos bolsistas baseados em suas preocupações sobre o uso intensivo de telas pelos jovens, principalmente durante a pandemia de Covid-19, e os reflexos em seus cotidianos, como a dificuldade em se concentrar e o aumento da ansiedade. A primeira atividade da pesquisa foi uma auto-observação: todos escreveram durante dois dias um diário, anotando tudo que fizemos e o quanto as tecnologias estavam presentes em nossas ações do dia-a-dia.


A equipe do multiHlab esteve presente em todos os encontros, registrando e participando dos diálogos. Em janeiro/24, iniciamos a construção do site desta edição. Começamos com a realização de oficinas de produção hipermídia e de colagem digital. A equipe do laboratório auxiliou na produção do site, o qual foi inteiramente construído pelos bolsistas, incluindo a produção de imagens, textos e a atualização das informações.




O segundo produto desta equipe foi a temporada 2 do canal Sociolab Fundaj no Spotify, batizada de PodZero a Z: a geração Z conversa com você. A ideia da temporada é compartilhar as reflexões realizadas no processo da pesquisa: perguntas, metodologias, achados e até mesmo as dúvidas que surgem ao longo do caminho. O primeiro episódio foi gravado no estúdio do multiHlab. Mas percebemos que o espaço não é o ideal para a captação de um conversa. Por isso, o segundo episódio teve a parceria do estúdio Malungos para captação do áudio.



O terceiro episódio do PodZero a Z trará as reflexões advindas da análise dos dados da pesquisa quantitativa. Foi desenvolvido como instrumento um formulário eletrônico para aplicação na escola onde os bolsistas estudam - EREM Prof. Cândido Duarte (Apipucos/Recife) - incluindo como respondentes estudantes e seus responsáveis. Nossas conversas estão sendo gravadas para no final produzirmos um roteiro com os principais achados.


10 visualizações1 comentário

1 Comment


Luiz Vinícius
Luiz Vinícius
há 3 dias

💯💯🤩

Like
bottom of page