top of page
  • Foto do escritorMultiLab fjn

Sociologia para mediação da relação entre violência urbana e trajetória escolar juvenil

Atualizado: 22 de mai. de 2023



A participação do bolsista multiHlab José Matheus Mariano na pesquisa Teatro como Método propiciou a escrita de seu trabalho de conclusão de curso no Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional, defendido em 29 de abril de 2021.


Com o título “Sociologia para mediação da relação entre violência urbana e trajetória escolar juvenil”, o trabalho apresenta um modelo de material pedagógico para auxiliar professores do ensino médio a trabalharem em suas realidades escolares o fenômeno da violência urbana sob a ótica da Sociologia.


Através do guia de pesquisa-ação elaboramos um recurso didático para que docentes empreendam uma análise, que permita posterior ação, sobre o tema da violência urbana e seus desdobramentos sociais na trajetória de jovens. Considerando a pesquisa como princípio pedagógico, elaboramos uma ferramenta ajustada às demandas trazidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM) e seus itinerários formativos.


Temos como objetivo geral deste material pedagógico oferecer às comunidades escolares uma ferramenta sociológica para mediar os impactos gerados pela violência urbana na trajetória escolar juvenil. E como objetivos específicos do mesmo, colaborar para que as comunidades escolares possam: I. Identificar como a violência urbana interfere nas representações sociais dos jovens sobre si; II. Mapear como a violência se relaciona com a visão de futuro dos jovens da escola selecionada; III. Criar estratégias para atividades escolares de prevenção à violência. Formulamos uma maneira de fortalecer a presença integral da Sociologia na educação básica como elemento mobilizador de ações pedagógicas e práticas interdisciplinares, além de colaborar na percepção da escola como ambiente privilegiado de estudos e intervenções sobre juventude e violência.


Neste trabalho de conclusão de mestrado apresentamos um processo dividido em três etapas, tendo a metodologia da pesquisa-ação como fio condutor. Vinculamos a pesquisa exploratória com a metodologia do Teatro Social dos Afetos para construção de um espaço seguro para levantamento de dados e discussão sobre a vivência dos estudantes e propomos a construção de fóruns para elaboração de ações acerca dos problemas que emergirem.


Como base teórica de nossa proposta utilizamos na discussão sociológica do trabalho as leituras sobre violência dando enfoque ao conceito de Sociabilidade Violenta e seus desdobramentos na produção de representações sociais. Já no campo da Educação construiu-se o enquadramento baseado na pedagogia crítica e da autonomia. Ademais, como resultado desta experiência evidenciamos que o modelo atingiu seu objetivo de atuar como recurso para auxiliar os docentes no processo pedagógico de aprofundamento do conhecimento científico sobre este fenômeno social, além de servir como instrumento para estimular nos estudantes o estranhamento e a desnaturalização do contexto social no qual estão inseridos.


Considerando a intermitência da presença da sociologia no currículo da educação básica, os novos desafios para a manutenção desta ciência na escola brasileira, a escassez de materiais pedagógicos para a Sociologia e para o trabalho sobre os impactos da violência urbana na trajetória escolar juvenil, este material contribui para o avanço e fortalecimento do ensino e da pesquisa em Sociologia, especialmente sobre as questões de juventude e violência, no ensino básico e da criação de estratégias para redução da vulnerabilidade juvenil a este problema.



56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page