top of page
  • Foto do escritorMultiLab fjn

Caravana da Sociologia

Atualizado: 22 de mai. de 2023




A Caravana da Sociologia foi a nossa primeira experiência. Ela deu início a parceria entre o multiHlab e o Programa de Iniciação Científica para o Ensino Médio Fundaj/CNPq, que em sua edição 2017-2018 contou com a participação de dez bolsistas, sendo cinco da Escola de Referência Santa Paula Frassinetti (localizada no bairro do Espinheiro, Recife) e cinco da Escola Estadual Major Lélio (localizada em Aldeia, Camaragibe), e seis orientadores integrantes do quadro da Fundaj.


Já em seu nascimento, a ideia era desenvolver novas formas de abordar os temas das Ciências Sociais como componente curricular na Educação Básica, trabalhando diferentes recursos didático pedagógicos para estimular docentes e discentes a valorizarem o pensamento crítico diante das suas realidades.


O tema escolhido foi Desigualdades Sociais. A pesquisa contou com aplicação de questionários para conhecer o acesso a bens educacionais e culturais de estudantes de uma escola pública e de uma escola particular, revelando para os bolsistas dados capazes de provocar reflexões sobre os problemas estruturais que influenciam seu cotidiano.


A partir das reflexões trazidas pela análise dos dados da pesquisa, a equipe multiHlab realizou oficinas com os bolsistas. Nossa metodologia incluiu a realização de oficinas de linguagem audiovisual com atividades que incentivam os alunos a contarem histórias e a abordarem temas a partir de imagens. A primeira oficina foi de produção de poesias em estilo Haikai associada a fotografias. As produções foram publicadas em nosso Instagram.


A segunda oficina utilizou a técnica “Minuto Lumiére”, com uso de câmera parada para estudo de enquadramento no audiovisual. Por fim, foi trabalhada a oficina “Filme carta”, que gerou o vídeo de encerramento do projeto. Nele, os bolsistas narram uma carta imaginária dos alunos da Escola Major Lélio para a Secretaria de Educação de Pernambuco. A reflexão foi fruto da pesquisa realizada com os orientadores, que incluiu aplicação de questionários junto a estudantes de escolas públicas e privadas de ensino médio.


Além da produção fotográfica, textual e audiovisual trabalhada como técnica neste protótipo, foi muito importante iniciar nossa experiência com o uso de blog para registro das atividades do projeto. Os pesquisadores da Fundação Joaquim Nabuco estavam habituados a produzirem relatórios de pesquisa com seus bolsistas da graduação, mas era a primeira vez que atuavam com bolsistas do ensino médio. Como não há um formato padrão de entrega de resultados exigido pelo CNPq para esta modalidade, a sugestão da equipe do multiHlab foi registrar tudo em um blog, que ao final representaria um relatório para o CNPq. A primeira experiência utilizou a plataforma Wordpress. O formato funcionou tão bem que agora todas as edições do PIBIC/EM contam com sua página, agora reunidas no portal do Sociolab, com um visual próprio para cada tema, utilizando a plataforma Wix.


Além do Sociolab Fundaj, vários outros protótipos do multiHlab adotaram o plataforma Wix para construção de sites, com diferentes objetivos, mas com a mesma premissa: produzir uma memória acessível das nossas produções. Ao mesmo tempo que compartilhamos nossos aprendizados, geramos um registro que nos auxilia a aplicar nossa metodologia de trabalho, incluindo reflexão na ação (momento da escrita enquanto acontece o projeto), reflexão sobre a ação (discussão posterior com base nos textos produzidos) e metarreflexão (quando ganhamos distância no tempo e no espaço e olhamos novamente para todas essas experiências).


Com este protótipo, conhecemos também a potência do uso da produção audiovisual para provocar reflexões com os estudantes do ensino médio. Então depois aplicamos a técnica do Filme-carta em oficina de produção audiovisual com estudantes da EREM Prof. Cândido Duarte. Essa experiência você confere aqui.


Tinha início uma frutífera parceria entre o PIBIC-EM e o multiHlab, que até hoje continuam trabalhando juntos nas várias edições do programa. Tudo que a gente desenvolveu depois está sob a marca Sociolab Fundaj e você pode conferir cada experiência aqui no nosso site.


O projeto teve início em março de 2017 e finalizou em julho de 2018. Para conhecer, veja


Confere os vídeos e os depoimentos dos participantes do projeto no Canal multiHlab no Youtube.






20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page